Heavy Metal Portugal - Music

    HEAVY METAL - O EMBRIÃO

    Compartilhe

    Convidad
    Convidado

    HEAVY METAL - O EMBRIÃO

    Mensagem  Convidad em 11.11.09 11:09

    Black Sabbath é uma banda de heavy metal formada no ano de 1968 em Birmingham, Reino Unido.[2] Sua formação "histórica" é composta por Ozzy Osbourne (vocais), Tony Iommi (guitarra), Geezer Butler (baixo) e Bill Ward (bateria). Posteriormente, houve numerosas mudanças na banda, e Iommi era o único componente fixo. Embora às vezes, sejam classificados como uma banda de hard rock (Butler define o estilo uma vez blues pesado e distorcido), Black Sabbath é considerado um dos primeiros grupos de heavy metal da história ao lado do Led Zeppelin e também contribuíram muito para o desenvolvimento deste tipo de gênero.[7][8] De 1970 a 2000, foram vendidos mais de cem milhões de cópias dos álbuns, tornando o Black Sabbath uma das mais bem sucedidas bandas de heavy metal, ao lado do Led Zeppelin, Deep Purple e Judas Priest, Iron Maiden, Motorhead e Metallica.





    Origens à estréia
    O embrião do Black Sabbath surgiu no ano de 1966 em Aston, uma localidade de Birmingham, Inglaterra. A história começou quando o guitarrista Anthony "Tony" Iommi e o baterista William "Bill" Ward (ambos do grupo Mithology) leram em uma loja, o anúncio de um cantor que foi à procura de músicos para formar uma banda. O cantor era John "Ozzy" Osbourne que foi um rival de Iommi durante a escola. Iommi e Ward foram para casa de Ozzy e decidiram formar um complexo musical. Osbourne levou ao grupo, outros dois músicos que tinham tocado com ele na banda Rare Breed: os guitarristas Terence "Geezer" Butler e Jimmy Phillips.
    Mais tarde, Butler assumiu o papel de baixista, e foi também assoldato pelo saxofonista Alan "Aker" Clarke. A banda escolheu o nome inicialmente de Polca Tulk Blues e encurtado depois para Polca Tulk, e começou a construir um repertório, principalmente blues. Mais tarde, Clarke e Phillips saem do grupo e o restante dos membros decidiram alterar a denominação para Earth. A formação exibe em vários locais, tocando covers de Jimi Hendrix, Blue Cheer, Cream e The Beatles, e esculpiu o primeiro demo em 1968. É recolhido algum êxito no espaço de "pubs" britânicos e permitiu que o grupo a fazer o nome no exterior, graças a gerente Jim Simpson.
    Após um curto período, o nome da banda foi mudado porque havia outro grupo denominado Earth. A escolha do nome, mais tarde, veio à idéia de Butler, um grande fã dos romances de "magia negra" e "terror" de autores como Dennis Wheatley. Butler tinha visto o filme de 1963, Black Sabbath por Mario Bava, e escreveu uma canção que incorpora o título do filme. Isto se tornou o novo nome do grupo.
    O novo nome é acompanhado por uma transição para um novo som blues, em primeiro lugar com elementos do folk e, em seguida, com cada vez mais fortes e tons escuros até que uma nova solução para a qual o grupo tornou famosa e teria sido numerada para muitos críticos, como os principais pioneiros do heavy metal. O primeiro registro que a banda assinou foi com a Fontana Records e, mais tarde, com o Vertigo. No dia 13 de fevereiro de 1970, foi publicado o álbum de estréia da banda, intitulado simplesmente de Black Sabbath.


    O período "clássico"
    O primeiro trabalho, Black Sabbath, foi um grande sucesso (oitavo lugar nas classificações inglesas) devido, em grande parte, à atmosfera histórica de composições como "Black Sabbath", "The Wizard" e "N.I.B.". O disco, para muitos, foi a inauguração de um rock mais original, tanto no sentido sonoro quanto no que se refere às letras. Deep Purple e Led Zeppelin, outras bandas influentes do heavy metal da época, tinham um som mais melódico e mais próximo a outros estilos como o blues e o rock n' roll. A música do Sabbath a princípio tinha características semelhantes, mas com o tempo a banda investiu em um som mais pesado e com temáticas mais obscuras, com referências explícitas a "demônios" e temas envolvendo ocultismo, que era uma novidade e uma polêmica nessa época.
    Embora essa espécie de temática pudesse ser eventualmente observada em trabalhos de outros grupos, como os Beatles e Led Zeppelin, o Black Sabbath, graças a sua persistência nessa proposta, foi em grande parte um responsável por um estereótipo que se perpetuou no universo do heavy metal. Este tipo de proposta levou a banda a sofrer numerosas críticas; os mais conservadores os acusavam de promover o "satanismo" e isso costumava alimentar reprovação de grande parte da opinião pública. No entanto, essas polêmicas só contribuíram mais para o sucesso que o Black Sabbath conquistou com sua grande audiência de jovens.
    O próximo álbum, Paranoid, até hoje o maior sucesso comercial do grupo (primeiro nas colocações inglesas; sete discos de platina e um de ouro), é considerado de grande importância para as bases do heavy metal. O trabalho angariou para o Black Sabbath milhares de fãs em todo o mundo, graças a canções como "Paranoid", "Iron Man", "Electric Funeral" e "War Pigs". Com este trabalho, o grupo foi além da atmosfera sombria das músicas com temas mais maduros. "War Pigs", por exemplo, é uma crítica a políticos considerados responsáveis pelos horrores da guerra e "Iron Man" tem um texto puramente ciência-ficção.
    Em 1971, o grupo publicou o terceiro álbum, Master of Reality, de sucesso notável. Provavelmente foi o álbum mais obscuro e introspectivo da banda. Este trabalho, junto com o Black Sabbath e Paranoid, é considerado o álbum que inspirou o doom metal. Para além de canções do estilo Sabbath ("Children of the Grave" e "After Forever"), o álbum é conhecido, sobretudo, pelas suas estilísticas "alegações" (encontradas em canções como "Sweet Leaf", "Lord of This World", "Solitude" e "Into the Void"), que serviram de base para bandas como Saint Vitus e Candlemass.
    Nota-se que o disco possui uma inovação particularmente interessante: Iommi, na verdade, toca com a guitarra em dó sustenido (um tom e meio abaixo da afinação tradicional), assim como Butler no baixo. Essa mudança, segundo declaração do guitarrista, foi feita por dois motivos: para se adaptar ao estilo vocal de Ozzy e para dar um som mais pesado para a sua música (mais tarde, a partir do álbum Heaven and Hell, a guitarra e o baixo são afinadas em ré sustenido). Devido a isso, o Black Sabbath talvez tenha inaugurado a chamada "limitação": uma prática que se tornaria quase uma norma para muitos grupos de rock e metal.
    Sobre a grande importância do Black Sabbath até mesmo nos dias de hoje, o vocalista do Type O Negative, Peter Steele declara:

    Na minha opinião, o Black Sabbath são aqueles que deram à luz o que, geralmente, consideram o heavy metal, e não há uma banda na atualidade que não teve influência, em qualquer medida, do grupo do Tony Iommi.

    — Peter Steele, líder do Type O Negative






    Ensaios
    O álbum seguinte, Black Sabbath Vol. 4 de 1972, revelou a primeira de várias alterações no som da formação, devido a uma clara contaminação do rock progressivo. Um dos pontos fortes do álbum é a balada "Changes", onde Osbourne canta acompanhado por piano e cordas. A canção é um exemplo de como os sons da formação teve evoluído, mas canções como "Tomorrow's Dream", "Snowblind" e "Supernaut" ainda mostram seu lado musical mais profundo.


    Black Sabbath em 1973, no Cal Expo Festival
    Em 1973, a banda publica Sabbath Bloody Sabbath, álbum com a atmosfera caracterizada pelo rock progressivo ainda mais visível. Também conta a presença de Rick Wakeman do Yes que apareceu nos teclados, como membro externo. Entre as canções mais claramente progressistas pode citar a "Spiral Architect" e "A National Acrobat", mas ainda faltava o "clássico", com uma boa formação de "Sabbath Bloody Sabbath" e "Killing Yourself to Live". O disco foi outro grande sucesso e considerado um ponto importante na carreira artística.
    Neste período, houve uma série de acontecimentos na banda. Todos os membros tiveram sérios problemas de dependência de drogas, em especial Osbourne e Ward que, após a admissão do cantor, fizeram uso de LSD todos os dias por mais de dois anos. Uma mudança de gravadora (de Vertigo para a Warner) tinha atrasado o lançamento do seu novo álbum, Sabotage, publicado somente em 1975. Do ponto de vista musical, o álbum é um dos mais variados do grupo, alternando as canções de heavy metal de "Hole in the Sky" e "Symptom of the Universe", para o canto gregoriano de "Supertzar", e sons de pop rock de "Am I Going Insane (Radio)".
    O declínio e a despedida de Osbourne
    O próximo álbum, Technical Ecstasy de 1976, foi álbum de acesos debates com os seus adeptos, devido a um som mais flexível e para a presença de maestro e sintetizadores musicais. Embora alguns considerem positivamente o disco como muito ambicioso e inovador, que ajudou a desiludir os fãs do estilo inicial do grupo.
    Em 1977, após a turnê de Technical Ecstasy, Osbourne deixou o grupo, conseqüência de tristes vicissitudes pessoais, devido a morte do seu pai, para além dos problemas derivados da sua dependência de álcool e drogas já impagável. Os restantes membros do grupo chegaram experimentar durante alguns meses com o cantor Dave Walker (ex-Fleetwood Mac), seguido pelo momentâneo regresso de Osbourne para o item de 1978, o álbum Never Say Die!.
    Este trabalho segue as pegadas do álbum anterior, com sons eletrônicos e experimentais (Don Airey nos teclados). Em qualquer caso, a resposta foi negativa pública, e garantiu como uma das piores da formação, sendo a faixa-título, a única para desfrutar de uma boa popularidade entre os seus fãs.
    Em 1979, devido à irreversível conflito com outros membros da banda, Osbourne foi despedido pela sua tendência para o abuso de drogas e álcool. Após a saída de Osbourne, o grupo não apresentou uma formação sólida, atingindo muitas vezes, o ponto de instabilidade e assolando vários músicos durante a sua próxima carreira.



    Última edição por Guest Ansur em 13.11.09 20:04, editado 1 vez(es)
    avatar
    Necr6phag1st
    Administrador

    Número de Mensagens : 2006
    Localização : Matosinhos
    País :
    Data de inscrição : 17/01/2008

    Re: HEAVY METAL - O EMBRIÃO

    Mensagem  Necr6phag1st em 12.11.09 17:02

    Led Zepplin para mim foram sem dúvida os pioneiros de Heavy Metal. Vejo os Sabbath numa vertente mais virada para o que se tornou o Hard-Rock.
    avatar
    jonny

    Número de Mensagens : 749
    Idade : 28
    Localização : Gondomar
    País :
    Data de inscrição : 01/04/2009

    Re: HEAVY METAL - O EMBRIÃO

    Mensagem  jonny em 12.11.09 17:30

    Necr6phag1st escreveu:Led Zepplin para mim foram sem dúvida os pioneiros de Heavy Metal. Vejo os Sabbath numa vertente mais virada para o que se tornou o Hard-Rock.

    engraçado, eu vejo exactamente o contrário, Zep numa vertente mais hard-rock e Sabbath numa vertente mais heavy metal. Mas também pouco importa, ambas deram um enorme contributo.
    avatar
    Necr6phag1st
    Administrador

    Número de Mensagens : 2006
    Localização : Matosinhos
    País :
    Data de inscrição : 17/01/2008

    Re: HEAVY METAL - O EMBRIÃO

    Mensagem  Necr6phag1st em 12.11.09 17:54

    Isso é um facto.
    avatar
    Olaf Azmun-Biköh

    Número de Mensagens : 1558
    Idade : 27
    Localização : Eborae
    País :
    Data de inscrição : 22/06/2009

    Re: HEAVY METAL - O EMBRIÃO

    Mensagem  Olaf Azmun-Biköh em 12.11.09 17:58

    jonny escreveu:
    Necr6phag1st escreveu:Led Zepplin para mim foram sem dúvida os pioneiros de Heavy Metal. Vejo os Sabbath numa vertente mais virada para o que se tornou o Hard-Rock.

    engraçado, eu vejo exactamente o contrário, Zep numa vertente mais hard-rock e Sabbath numa vertente mais heavy metal. Mas também pouco importa, ambas deram um enorme contributo.

    x2

    Convidad
    Convidado

    LED ZEPPELIN

    Mensagem  Convidad em 13.11.09 20:11

    Led Zeppelin


    Origem Londres, Inglaterra
    País Reino Unido
    Gêneros Heavy rock
    Heavy Metal
    Hard rock
    Blues-rock
    Folk rock
    Período em atividade 1968–1980 (reuniões parciais em 1985, 1988 , 1995 e 2007)
    Gravadoras Atlantic Records
    Swan Song Records
    Integrantes
    Robert Plant
    Jimmy Page
    John Paul Jones
    John Bonham (falecido)

    Led Zeppelin foi uma banda britânica de rock, formada em setembro de 1968, por Jimmy Page (guitarra), John Bonham (bateria e percussão), John Paul Jones (baixo e teclado) e Robert Plant (vocalista e gaita).

    O grupo foi um dos mais populares na década de 1970 e da história do rock. Célebre pela sua inovação e por ser um dos criadores do heavy metal,a banda também incorporou elementos de gêneros como rockabilly, reggae, soul, funk, jazz, entre outros.

    Seus álbuns venderam mais de 300 milhões cópias em todo o mundo, (incluindo 109 milhões de vendas nos Estados Unidos. Foram também os únicos a colocar todos seus álbuns no Top 10 da parada norte-americana Billboard.

    Desde a morte do baterista John Bonham, em 1980, que colocou fim da banda, o Led Zeppelin reuniu-se em ocasiões especiais. A primeira delas foi em 1985 quando participaram do concerto beneficente Live Aid - com Phil Collins e Tony Thompson (Chic) na bateria. Três anos depois, com Jason Bonham na bateria, tocaram no aniversário de 40 anos da gravadora Atlantic. Em 10 de dezembro de 2007, os três membros originais do Led Zeppelin e Jason Bonham reuniram-se para um tributo a Ahmet Ertegün, fundador do selo Atlantic (morto em 2006), na O2 Arena, em Londres.



    Convidad
    Convidado

    DEEP PURPLE

    Mensagem  Convidad em 13.11.09 20:26

    Deep Purple é uma banda de rock inglesa formada em Hertford, Hertfordshire, em 1968.Juntamente com o Led Zeppelin e Black Sabbath é considerada uma das pioneiras do heavy metal e do hard rock moderno, embora alguns de seus membros tenham tentado não se categorizar como apenas um destes gêneros. A banda também incorporou elementos de música clássica, blues-rock, pop e rock progressivo. Foram listados pelo Livro Guiness dos Recordes como a banda mais alta do mundo, e venderam mais de 100 milhões de álbuns ao redor do mundo.

    A banda passou por diversas mudanças de formação, além de um hiato de oito anos (1976-84). As formações do período 1968-76 foram comumente chamadas de Mark I, II, III e IV. Sua segunda formação, a mais bem-sucedida comercialmente, contou com Ian Gillan (vocal), Ritchie Blackmore (guitarra), Jon Lord (teclado), Roger Glover (baixo) e Ian Paice (bateria). Esta formação esteve em atividade de 1969 a 1973, e foi reunida de 1984 a 1989 e, brevemente, em 1993, antes que as rixas entre Blackmore e os outros membros da banda se tornassem intransponíveis. A formação atual inclui o guitarrista Steve Morse; com o afastamento de Lord, em 2002, conta apenas com Paice como membro original.

    A marca da banda sempre foi a mistura de guitarra e teclado, com riffs simples e fortes e solos vigorosos. Sua canção mais conhecida é Smoke on the Water, gravada em 1972.


    Convidad
    Convidado

    JUDAS PRIEST

    Mensagem  Convidad em 13.11.09 20:30

    Judas Priest é uma banda britânica de heavy metal que foi criada em meados de 1969, em Birmingham. O primeiro disco da banda (Rocka Rolla) foi lançado em 1974 pela Gull Records. A partir do disco Sin After Sin, o terceiro da banda, todos os seus trabalhos foram lançados pela Columbia/Sony até 1990. A banda vendeu cerca de 40 milhões de discos em 40 anos de existência, influenciando um número significativo de bandas de heavy metal e hard rock durante o processo. Podemos citar dentro dessas os mais diversos e diferentes grupos como Saxon, Slayer, Pantera, Accept, Iron Maiden, Metallica, Death, entre outros.

    Adaptando peso, velocidade, temática violenta e roupas de cabedal com detalhes em metal, os Judas Priest fizeram história. Para a sua época, a banda tinha uma sonoridade nova, o que dificultou um pouco o crescimento da banda. Durante anos a banda não conseguiu sair do underground.


    Convidad
    Convidado

    YES

    Mensagem  Convidad em 13.11.09 20:40

    Yes é uma banda britânica de rock progressivo formada originalmente por Jon Anderson (vocal), Chris Squire (baixo), Tony Kaye (teclado), Peter Banks (guitarra) e Bill Bruford (bateria) em 1968. Apesar das muitas mudanças na formação, separações ocasionais e as diversas mudanças na música popular, o grupo permanece por mais de trinta anos e ainda retém grande prestígio internacional.

    Yes foi formado em 1968 pelo vocalista Jon Anderson e pelo baixista Chris Squire. Squire já havia gravado um compacto em 1964 como membro do The Warriors, uma banda formada pelo seu irmão, Tony, e posteriormente gravou alguns compactos pela Parlophone Records sob o pseudônimo Hans Christian. Durante pouco tempo também foi membro da banda Gun e da The Syn, uma banda de rock psicodélico que gravou alguns compactos para a Deram Records. Após o fim do The Syn, Squire passou um ano dedicando-se a desenvolver sua técnica no baixo, altamente influenciado pelo baixista John Entwistle, do The Who. E então, em maio de 1968, ele conheceu Anderson em um clube noturno em Soho, chamado La Chasse, aonde Anderson estava trabalhando. Os dois possuíam um interesse em comum por harmonias vocais e começaram a trabalhar juntos no dia seguinte.

    Squire estava em uma banda chamada Mabel Greer's Toyshop com Clive Bailey, e Anderson começou a fazer vocais para a banda. O baterista Bill Bruford foi recrutado, respondendo um anúncio no Melody Maker, substituindo Bob Hagger. Fã de jazz, Bruford anteriormente havia tocado em três concertos com o grupo de blues Savoy Brown.

    Bailey saiu do grupo, sendo substituído na função de guitarrista por Peter Banks. Juntou-se ao grupo o tecladista Tony Kaye, ex-integrante de várias bandas sem sucesso, como Johnny Taylor's Star Combo, The Federals e Jimmy Winston and His Reflections. Após a entrada de Kaye, a banda passou a se chamar Yes. O nome foi sugerido por Banks, com o raciocínio de que a palavra iria se destacar em pôsteres publicitários. De acordo com Anderson, o nome foi aceito por ser uma palavra positiva.

    O primeiro concerto do Yes foi no East Mersey Youth Camp na Inglaterra no dia 4 de Agosto de 1968. Logo após, eles abriram para o Cream em seu show de despedida no Royal Albert Hall. No início, o grupo ganhou notoriedade por fazer versões drasticamente alteradas, mais extensas, de músicas de outros artistas, de modo similar ao que o Deep Purple fazia. A banda começou a chamar atenção, chegando a aparecer no programa de John Peel e tendo sido escolhida por Tony Wilson do Melody Maker como sendo uma das duas bandas mais "Provaveis a Serem Bem-Sucedidas" - a outra era o Led Zeppelin.

    O primeiro álbum, homônimo, foi lançado em 25 de Julho de 1969. Desde o início, o Yes já era uma banda de músicos excelentes com objetivos ambiciosos. Peter Banks imediatamente ganhou a atenção de fãs e críticos, e os vocais harmoniosos de Anderson e Squire se tornaram uma imediata marca registrada da sonoridade do Yes. O ponto de vista otimista e vagamente futurista do mundo contribuía para uma sonoridade melódica, virtuosa e entusiasmada. Os destaques do álbum de estréia eram a versão jazzística de "I See You", do The Byrds e a faixa de encerramento "Survival", que demonstrava uma combinação de harmonias vocais com uma construção musical complexa.

    Em 1970, o grupo levou suas ambições ao extremo, especialmente para esse período, ao gravar e lançar seu segundo disco, desta vez acompanhado por uma orquestra de trinta músicos. Time and a Word apresentava composições originais, com exceção de duas músicas, "No Opportunity Necessary, No Experience Needed", de Richie Havens e "Everydays", de Stephen Stills. A releitura épica da canção de Havens também incluía trechos da música-tema do filme The Big Country. Apesar de ser musicalmente excepcional em termos de melodia e com uma execução potente das composições, infelizmente, a orquestra (e o tecladista Tony Kaye) ofuscaram Banks e grande parte do trabalho vocal, deixando Time and a Word como um trabalho de banda mal-equilibrado. Antes do lançamento do disco, Peter Banks foi demitido, sendo substituído por Steve Howe, ex-integrante das bandas Tomorrow, The Syndicats e The In Crowd. A capa da versão americana do disco mostrava uma foto da banda com Howe, como se o recém-chegado guitarrista tivesse tocado no disco.


    Convidad
    Convidado

    HAWKWIND

    Mensagem  Convidad em 13.11.09 20:44

    Hawkwind é uma banda britânica de rock, um dos primeiros grupos de space rock. As letras envolvem temas urbanos e de ficção científica - este último tema, inclusive, ocasionalmente teve colaboração com o escritor Michael Moorcock.

    A discografia do Hawkwind é longa e complexa; esta lista apenas apresenta os discos principais, assim definidos pela própria banda em seu site oficial, ao lado de projetos solo significantes e lançamentos relacionados. Existem também compilações de material gravado anteriormente e gravações ao vivo, que não foram lançados sob o controle da banda, e que freqüentemente têm seus nomes mudados, o que faz com que o mesmo material seja encontrado sob diversos títulos.

    Os discos lançados entre 1970 e 1974 estão disponíveis em CD por serem lançados através da EMI (já que a EVI são os donos eventuais do que era a Libery Records). Esses CDs freqüentemente incluem raridades dessa era. CDs subseqüentes são menos fáceis de serem encontrados devido a mudança constante de gravadora do Hawkwind. Alguns já foram lançados apenas em edições limitadas.

    O álbum conceitual Space Ritual e Warrior on the Edge of Time em particular são altamente representativos do estilo do Hawkwind em seu auge de sucesso. O trabalho deles da década de 80 é bem representados através de Levitation e Chronicle of the Black Sword.

    Para uma discografia mais detalhada, confira o Guide To Hawkwind Albums (em inglês).


    Convidad
    Convidado

    MOTORHEAD

    Mensagem  Convidad em 13.11.09 20:55

    Motörhead é uma banda de rock de Londres, Reino Unido. Foi formada em 1975 pelo vocalista, letrista e baixista Lemmy Kilmister. É conhecida pelo seu peso e velocidade, que influenciou muitas bandas de heavy metal, thrash metal


    Biografia
    O baixista Lemmy Kilmister começou na música ainda na década de 60, como roadie da banda de Jimi Hendrix. A sua estreia profissional no meio artístico daria-se com a banda de rock psicodélico Hawkwind que alcançou alguns hits na década de 70.

    Mais tarde Lemmy viria a ser despedido dos HawKwind por ter sido barrado no aeroporto do Canadá por porte de drogas (na verdade se tratava de anfetamina). Lemmy não baixa os braços e decide então montar a sua própria banda com o baterista Lucas Fox e Larry Wallis, chamando esta nova banda de Bastards, mas em seguida mudando o nome para Motörhead (uma gíria americana usada por viciados em anfetaminas) que foi o nome de sua última contribuição para os HawKwind. Lucas Fox foi trocado por Phil ("Philthy Animal") Taylor que era um músico amador e amigo de infância de Lemmy. Depois da gravação do que seria o primeiro álbum, On Parole, que não chegou a ser lançado pela gravadora por ser considerado pouco comercial, decidem chamar um segundo guitarrista para a banda, "Fast" Eddie Clarke. Larry Wallis logo sairia da banda, que voltaria então a ser um trio.

    O primeiro álbum (auto-intitulado) foi finalmente lançado em 1977 por uma gravadora pequena. Overkill, segundo álbum, foi o primeiro lançado por uma gravadora grande, em 1979, gerando o primeiro hit da banda, o cover "Louie Louie".

    Com Bomber (1979) e Ace Of Spades (1980) a banda alcançou o grande público e teve relançada a gravação inédita do princípio de carreira, On Parole, que havia sido desprezada pelas gravadoras quando de sua gravação original.

    Em 1982 o guitarrista original Fast Eddie abandonou a banda, sendo substituído por Brian Robertson (que havia tocado com o Thin Lizzy), que não esquentou lugar em virtude da péssima recepção por parte dos fãs (e por se negar a tocar algumas faixas antigas), sendo substituído por uma dupla de guitarristas, Mick Wurzel e Phil Campbell.


    Lemmy ao vivo, 2005O baterista original Philty Taylor também foi substituído por Pette Gill nesta mesma época. Philty ficaria fora da banda por pouco tempo, voltando logo após a gravação do clássico Orgasmatron de 1986 (cuja faixa título foi regravada pelo Sepultura). Com seu baterista original gravariam os discos Rock and Roll e 1916. Na tour de 1916 Philty novamente abandonou a banda, sendo substituído por Mikkey Dee, baterista da banda de King Diamond (vocalista do Mercyful Fate).

    Em 1992 lançaram March or Die, seu maior sucesso comercial, com participação do guitarrista Slash (Ex-Guns N' Roses) em diversas canções e uma parceria com Ozzy Osbourne na canção "Hellraiser" (também lançada por Ozzy no álbum No More Tears), presente no game Grand Theft Auto San Andreas e fartamente divulgada em rádios e MTV.

    Após desentendimentos com a gravadora Sony lançaram Bastards (1993) por um pequeno selo germânico, tendo pouca repercussão, assim como os discos que se seguiram.

    Após o lançamento do álbum Sacrifice o guitarrista Mick Wurzel abandonou a banda, que voltou a ser um trio.

    Ace Of Spades
    Álbum que saiu em outubro de 1980, é considerado por muitos como o máximo, o melhor momento registrado pelo Motörhead, o álbum que capturou a banda no seu pico. Com esse Álbum a banda ganhava pela primeira vez visibilidade, aparecendo na capa do LP, no lugar da rotineira ilustração, fato que iria se repetir somente 1996 com o Overnight Sensation. Ace of Spades, foi gravado com o produtor mais requisitado da época, Vic Maile.





    Convidad
    Convidado

    TAKO DA JUGOSLAVIA

    Mensagem  Convidad em 18.11.09 19:14

    Tako (Serbian Cyrillic: Тако, trans. That Way) was a former Yugoslav symphonic rock band.



    History
    1975 - 1981
    Tako was formed in 1975 by Dušan Ćućuz (bass guitar), Đorđe Ilijin (keyboards), Sava Bojić (guitar, vocals) and Milan Lolić (drums). Previously, Dušan Ćućuz was a member of Džentlmeni and Plameni 6, he was one of the original Opus members and in the first half of the 1970s he worked as YU grupa's sound engineer, Sava Bojić was one of the original Pop Mašina members, and Đorđe Ilijin worked as a music teacher and often appeared as a guest musician on other bands' album recordings.

    During 1975 they made their first demo recordings, songs "Čujem svoje misli", "Daždevnjak", "Lena" and "Čudan grad", in Radio Belgrade studios. In 1977 guitarist Miroslav Dukić and drummer Slobodan Felekatović replaced Bojić and Lolić and the band took part in Bijelo Dugme's concert at Hajdučka česma. In November 1977 Tako and progressive/acoustic rock band S Vremena Na Vreme organized a quadraphonic sound concert in Belgrade Youth Center. The band also had a successful appearance at the 1978 Novi Sad BOOM festival. After they were refused as "non-commercial" by several major record labels, they signed for ZKP RTLJ after their performance at the Youth Festival in Subotica. The band relased their debut self-titled album in 1978. The album featured symphonic rock sound with jazz elements. The song "Lena" featured S Vremena Na Vreme member Asim Servan on vocals. The song "Minijatura" was dedicated to the band Jethro Tull. The band promoted the album with a free concert held at Kalemegdan. After another quadraphonic sound concert organized with S Vremena Na Vreme in Belgrade Youth Center, Tako went on hiatus in 1979 because Ilijin got arthritis and Dukić left the band.

    A year later the band continued their activity. Their second album, U vreći za spavanje (In a Sleeping Bag), was relased in September 1980. Every song on the album was produced by the member of the band who wrote it. The band went on a tour, however, due to the departure of Slobodan Felekatović, who left the band due to his army obligations, and due to the great popularity of New Wave bands, Tako disbanded. They held their farewell concert at the Belgrade Faculty of Philosophy at the beginning of 1981.

    Post breakup
    After disbandment Dukić became a studio musician, while Ćućuz worked as a sound engineer. Ilijin dedicated himself to music education and archaeology, but he also produced albums by several bands. In 1983 he released the solo album Zabranjeno prisluškivanje on which he played all instruments except drums (which were played by Fladimir "Furda" Furduj, a former Elipse and Korni Grupa member).

    In 1993 Kalemegdan Disk reissued both Tako albums on vinyl. Both albums featured new luxurious covers designed by Moma Rajin. The Tako reissue fetaured "Put na jug", and the U vreći za spavanje reissue featured "Izgubljeno ništa" and "Horde mira" as bonus tracks. All of theese tracks were recorded during the 1975 - 1981 period, but were previously unreleased.

    Discography
    Studio albums
    Tako (1978)
    U vreći za spavanje (1980)






    Conteúdo patrocinado

    Re: HEAVY METAL - O EMBRIÃO

    Mensagem  Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: 23.06.18 6:28